O que levar p/ a Campus Party 2012?

Está chegando o grande dia (uma semana o/). A ansiedade é grande e a vontade de deixar a mala pronta também. Mas vem cá, o que levar? Por mais que você já tenha marcado presença em outras edições, sempre esquece algo. Portanto, que tal arrumarmos as malas juntos? Vamos lá, passo a passo. Pegue sua mala… coloque do lado da cama ou em cima de uma cadeira. Pegadinha, né? Só pode!

Chega de lero lero, mãos à obra.

O que não pode faltar na sua mala?

-camisetas descoladas (uma para cada dia);

-shorts e uma calça + agasalho (vai que bate aquele friozinho?);

-chinelo (ele pode ser útil na hora do banho – ninguém quer pegar friera, né?!), tênis e sandálias (no caso das meninas). Há quem curta aqueles Crocs, eu acho horroroso, mas pode levar;

-meias (uns usam pra dormir, outros, pra identificar sua barraca e ainda outros, pra usar com tênis (faz bem!);

- roupas íntimas (né?!);

-escova de dente, pasta, toalha de banho + rosto, sabonete + bucha, shampoo + condicionador (Meninas, vale levar suporte de chuveiro, pra pendurar suas coisas. Ano passado, levei uma sacola de plástico – aquelas de roupas de cama/cobertores. Ah, tem uma dessas na foto acima, dá um ‘look’. Bom, foi muito útil. Levava ela pro banho e não molhava minhas coisas.), DESODORANTE e algum perfuminho supimpa ou creme corporal (homem/mulher cheirosa são outros 500!);

- escova de cabelo ou pente e acessórios (boné, chapéu, elástico de cabelo). Se você não está acostumada(o) a deixar o cabelo secar sozinho, leve seu secador de cabelo. No banheiro tem tomada. Chapinha e afins também podem entrar na lista dos vaidosos;

-maquiagem (ninguém fica se embonecando, mas né, um lápis e um corretivo não fazem mal a ninguém), gel de cabelo (há quem curta um topetinho básico);

-roupa de cama, travesseiro, colchão inflável (tem gente que leva colchão normal, mas né, muito volume no carro. Evite) e edredon (apesar de muitos terem passado calor no ano passado, vai que esfria. Eu não dispenso o meu);

-tapa-olho e protetor auricular (se você não consegue dormir no claro e tem certo problema em “apagar” quando o ambiente está um tanto quanto barulhento, não dispense esses acessórios. A área de acampamento é bem iluminada, por questões óbvias de localização das barracas, e o barulho é constante – de gente indo e vindo, cantando, gritando e assim vai);

-muitos CADEADOS (você precisa manter seus pertences seguros. Na barraca você usará um, na mochila, outro. Vale por um na mala também, mas lembre-se, talvez você tenha que abrir sua mala na hora do cadastramento. Esteja com as chaves a postos!);

-um computador, notebook, tablet (que deve ser registrado no cadastramento) + fone de ouvido (ninguém é obrigado a escutar “Ai se eu te pego” só porque VOCÊ gosta) e máquina fotográfica (vão ter várias coisas legais para você registrar!);

-trava de segurança para seu equipamento (opcional, mas vai que você precisa sair da bancada? Fazer xixi, comprar algo pra comer… Se não tiver um amigo junto, pra olhar suas coisas, melhor comprar uma trava!);

-HD externo (você vai baixar filmes, programas e jogos em uma velocidade record);

-videogame  ou jogos de cartas (pra jogar de madrugada o/);

-dinheiro e/ou cartão de crédito (se você não comprou o pacote alimentação da Campus, vai ter que reservar uma graninha pra café da manhã, almoço, lanchinho da tarde e jantar. Várias empresas entregam refeição lá. Esfihas e pizzas são as mais pedidas);

- documentos (RG, carteira de habilitação e carteirinha do Plano de Saúde – ninguém sabe o dia de amanhã!);

-carregadores (da máquina fotográfica, do celular, do computador) e adaptadores de tomadas;

-remédios (de uso contínuo ou para possíveis dores de cabeça, cólicas e afins);

-óculos de grau + sol (não adianta estar no maior evento de tecnologia se você não consegue enxergar um palmo na sua frente!);

-bom humor (você passará uma semana ao lado de estranhos. Grande oportunidade para fazer amigos e paquerar, por que não?!)!!!

 

Dúvidas frequentes:

Será que vai caber tudo na barraca?

A barraca é grande, mas nem tanto. Cabe você (óbvio), sua mala e o colchão, de solteiro. Se você optar por um de casal, fique ciente que suas coisas terão que ficar acomodadas em cima do colchão!

Como secar minha toalha de banho?

Não há varal lá (#todosCHORA), portanto, as pessoas costumam colocar suas toalhas em cima da barraca para secar. Há quem monte um pequeno varal dentro da barraca, mas né, pra quê?

Como encontrar minha barraca?

São muitas barracas em um mesmo espaço, TODAS IGUAIS. Como vou saber onde está a minha? Você pode memorizar um poste, algum detalhe no teto ou na parede pra não se perder. Agora, se você acha que isso pode não funcionar, que tal customizar sua barraca? Vale colocar bandeirinha, pano colorido em cima, adesivos e assim vai. Use a criatividade!

Se eu quiser fazer caminhada, rola?

Se você faz parte da minoria atleta dos campuseiros (nerd tem fama de sedentário), vale levar sua roupa fitness e acordar cedo. Ano passado, as pessoas caminhavam em volta do pavilhão. Esse ano, com certeza farão o mesmo.

Se eu quiser sair da Campus e passear por SP, pode?

Deve! Esse ano, o evento está próximo de estações de metrô. Que tal conhecer um shopping? Pegar um cineminha? Ir para um bar com a galera? Eu já garanti minha programação. Vai ser divertido!

Festinha com bebidas alcoolicas, rola?

Não!!! Não é permitida a entrada de bebidas alcoolicas no recinto. E se você resolver sair pra beber e voltar causando, pode levar algum tipo de advertência. Juízo, meus caros.

Dá pra paquerar lá?

Ô se dá! Paquere muito. A chance de rolar um namorico é grande. Pessoas com mesmos interesses, no mesmo lugar, por 7 dias… Boa sorte!

O que eu vou ganhar lá (brindes)?

Item essencial: uma mochila! Ano passado, ganhamos fones de ouvido também. Depois, rolam mini promoções. Tem pen drive, toalhas, toy arts, mouse pads, canecas, camisetas e muitos outros brindes. Fiquem de olho nas promoções relâmpagos no Twitter!!! =) Dica: se você não tem TweetDeck, instale no seu computador. Será muito útil.

Posso levar a barraca embora?

Claro que pode. Não é divertido?!

 

Pra quem vai, nos encontramos em breve. Se quiser, me adicionem no Twitter @nanecosta . Agora, se você não vai, fique de olho no blog. Prometo atualizá-lo todos os dias, com assuntos e fotos bacanas! =) Tchauí!

O beijo no cantinho

Ele pede um abraço, ela diz que depois lhe dá um, bem forte. Ele pede um beijo. Ela dá no rosto. Ele dá outro. E vira uma troca de beijos. Quase uma cena de dois jovens na adolescência, com medo de assumir o romance, medo de alguém aparecer ali na hora, medo de assumir o que mais desejam naquele momento.

Ele insiste. Ela continua brincando. Até onde vai isso? Ela provoca. O beijo não é mais na bochecha e sim no canto da boca. E agora? Ele tem a certeza de que não está sozinho nessa. Assume o risco e… a beija com muito carinho. Ah, o beijo no cantinho… Ah, a lua!

O que te brocha?

Primeiro que brochar é um verbo horrível e que só existe no linguajar do povo brasileiro. Segundo que ele diz respeito ao público masculino: “4. [Brasil, Calão]  Não conseguir ter ou manter uma erecção”. Mas, porém, entretanto, todavia, vou fazer uso de seus préstimos e dizer o que os homens fazem que acaba brochando as mulheres. Uma observação, este post não existiria se uma dupla de amigos não tivesse feito um vídeo falando sobre o que os brocham. Vídeo coxinha (eles vão me xingar), falando sobre fazer xixi com a porta aberta. Isso brocha? Se sim, eu não sei, só sei que minha listinha é bem maior.

Vamos aos fatos. Você vai ao cinema com o cara e ele encontra o primo de sua ex. Na hora de apresentá-la, diz que você é uma prima. ISSO BROCHA! No mesmo nível, você beija um cara na balada e ele fala pra pretendente que você é irmã dele. BROCHA!

Você sai com um cara e ele fica contando vantagem. BROCHA! Você sai com um cara e ele oferece para pagar a conta. Quando o papelzinho chega, fica chocado e não para de falar no valor absurdo que acabou de gastar. BROCHA!

O cara fala que é solteiríssimo. Vocês ficam. Depois, descobre que o cara namora há anos. BROCHA!  Ele vai, então, falar sobre a namorada e diz que está com ela por dó, porque ela o apoiou quando ele mais precisava. BROCHA!

Você combina de ir no mesmo lugar com o cara. Cria mil expectativas. Chegando lá, ele te trata como mais uma amiga. BROCHA! 

Você sai com um cara. Dias depois o encontra. Ele te cumprimenta com um beijo seco NO ROSTO e some a noite toda. BROCHA!

O cara fica te cantando na internet, mas não toma atitude. BROCHA!

O cara não sabe combinar roupa; sai de casa parecendo uma colcha de retalhos. BROCHA!

O cara não socializa com seus amigos. BROCHA!

O cara é muito ciumento e pega seu celular pra ver com quem você fala ou troca mensagens. BROCHA!

O cara não pentea o cabelo, não escova os dentes ou não passa desodorante. BROCHA!

O cara ficar se achando o garanhão, contando que pegou umas par de ‘mina’ gata. BROCHA!

O cara ser muito assanhado. BROCHA!

O cara ser muito lento. BROCHA!

O cara sumir, do nada, por muitos dias. BROCHA!

O cara te enrolar por anos. BROCHA!

O cara te cozinhar em banho-maria. BROCHA!

O cara terminar, começar a sair com você e depois voltar com a ex. BROCHA!

O cara não ter a capacidade de por um fim no relacionamento. BROCHA!

Ah, tanta coisa BROCHA! Mas muitas outras encantam. Próximo post…

>> Se você ficou curioso(a) para ver o vídeo dos meus amigos, fica dica: Clique aqui!

 

A arte do elogio

Hoje fui ao Posto de Saúde, sim eu honro os impostos que eu pago, buscar pílula (vocês deveriam fazer o mesmo…). Quando chego lá, duas senhoras na fila. Eu devo ter uma cara de simpática, porque não demorou muito para elas puxarem papo comigo. Uma delas se empolgou. Sabe como é, idosos são carentes!

Em 5 minutos de conversa, eu sei que ela tem uma filha que mora em SP, casada com um médico, japonês. O genro quer estudar outras coisas e repara em tudo na sua mulher. A filha, então, só usa esmalte branco. O marido é muito mandão.

Chegamos onde eu queria. Esmalte. Ela olhou pra mim: nossa, que cor linda! Eu, toda simpática: já está na hora de fazer de novo. Passei verde pro Reveillon. Esperança! Dei a deixa… Aí ela falou e falou. A moça da farmácia apareceu.

Peguei o remédio e saí. “Boa tarde pra vocês”, mandei – educação/gentileza a gente tem que ter! Ela toda meiga: Vai com Deus, minha filha! Aimmmm, que vovózinha mais tchuca. Amei… e babei.. sério… na blusa branca… xent, de onde sai tanta saliva? Vou me limpar hahahaha E viva a arte milenar do elogio! =)

 

Adorar, gostar e amar…

Você convive com uma pessoa. Quando estão juntos, parece que o tempo para, qualquer brincadeira boba se torna a coisa mais divertida do mundo, a  conversa flui por horas e mais horas… Você adora, gosta ou ama essa pessoa?

Hoje, conversando com um amigo, brinquei: você gosta de mim? A resposta foi: eu te adoro. Só? Qual a escala de sentimento ideal? Verdadeira? Acho isso bastante subjetivo, mas ao meu ver, a ordem é: adorar, gostar e amar.

Eu adoro a companhia de algumas pessoas. Adoro as conversas, as farras. Quando a pessoa já tem um grau de intimidade comigo, ou seja, é meu amigo há algum tempo, acho que o sentimento passa de “adorar” para ‘gostar’. Tão forte como o “amar’, mas menos íntimo.

Vire e mexe mando votos de parabéns com um “gosto muito de você”. Forte, sentimental, verdadeiro. É algo como eu te adoro muito, te admiro… eu GOSTO de você! Faz sentido?!

Agora o “eu te amo”, está em outro patamar. Expressão batida para muitos, difícil para mim. Tenho certa dificuldade de traduzi-la – a expressão – em fala. Quero, às vezes, falar um “mãe, te amo” do nada. Mas não sai. Eu escrevo com facilidade, mas falar… Digo que amo minha família, meus amigos, o que eu faço. AMO MESMO, mas até aí, beleza… O duro é assumir isso em voz alta.

Então, voltando à primeira pergunta do post, se o “você” fosse eu, diria que… Peraí, preciso de mais informações. Essa pessoa é um amigo? Eu estou ficando com a pessoa? A gente namora? Se for meu amigo, com certeza eu AMO. Se for um ‘lance’, no começo é ADORO, depois de um tempo GOSTO e… quando se torna namoro, não tem jeito, AMO MEEEEESMO!

E você, me adora, me ama ou apenas gosta de mim? Valeeeendo.

Ano novo, escolha nova!

Mais um ano entra em cena. Quais são seus desejos? Objetivos? O que você vai fazer para ter um ano diferente? Eu estipulei que 2012 seria o ano da quebra de paradigmas. E comecei mudando meu jeito de vestir. Apostei no xadrez + shorts e fui feliz. Um parênteses, eu não uso shorts, nem que me pague. Complexos à parte. Mas, né, paradigmas!

Pois bem, meu ato foi simples, mas um bom começo, vai. Agora, pros outros 363 dias que me restam, a listinha está feita. Mas só venho contar depois que conseguir cumprir minhas tarefas. Já dizia Sêneca, você evita a inveja guardando sua felicidade para si mesmo. Mantra pra esse ano.

O fato é que diante dessa magia toda de ano novo, vida nova, me deparei com uma notícia bombástica. Uma amiga veio dizer que estava saindo com alguém. Óóóó. Fiquei feliz. Ela merece muitoooo conhecer alguém que a valorize, que a faça enxergar o mundo todo cor de rosa. E que cor de rosa…

“É complicado… tenho vergonha de contar…” Achei que ela estava tirando onda comigo. Fez um suspense… Na hora que eu li o “complicado”, me veio um filme em mente. Casado? Comprometido? Muito novo? Bem mais velho? O que seria complicado, senhor? O alguém não era um homem e sim uma mulher! Na hora, eu não hesitei: “Meu Deus, minhas amigas estão tudo virando lésbica, xent”. Fiquei chocada, uai. Mas feliz.

Sabe aquela amiga que já sofreu demais? Por quem não devia, por quem devia etc e tal? Aquela amiga que já foi a maior pegadora da face da terra, mas não encontrou o especial até hoje? Ela! E se você leu essa frase e pensou em mim, sem chance, apoio quem gosta, mas né, apesar da minha dificuldade em me relacionar, esse negócio de ano novo, opção nova não faz parte da minha listinha (risos). A esperança é a última que morre! A minha tampa não deve estar muito longe…

Voltando à vaca fria. Ela contou, um pouco envergonhada, mas muito feliz. Ela nunca tinha beijado uma mulher. Aconteceu. E ela gostou. E a menina gostou. E elas estão apaixonadas. A história é secreta; apesar de a sociedade estar mais liberal, nossos pais são de outra geração… os vizinhos então… Quer dizer, não tão secreta mais… Ela deixou, calma. Não vim aqui falar da vida alheia sem permissão. Aliás, nunca fiz isso, mas em alguns casos deu B.O.

Bom, eu fiz milhões de perguntas e cheguei a uma conclusão: o amor não escolhe  sexo, idade, raça… NADA! Ela procurou tanto por esse tal de amor e foi encontrá-lo nos braços de alguém que ela jamais imaginou, uma pessoa do mesmo sexo! Estou muito feliz por ela, de verdade. Mais uma “namorada” pra eu conhecer! Uhuuu! Viu, e gay, não tem não? Sempre quis ter um amigo gay! Aceito currículos… =)

Quanto aos homens, machos com M maiúsculo, o reinado acabou! Vocês estão mandando tão mal, assim, tão mal, que a mulherada está começando a virar a casaca. Temos que rever isso aí. “UI, eles estão mandando mal”! Vamos mudar? Ano novo, atitudes novas. Wreal!

Para finalizar, por favor, peguem suas taças; eu quero fazer um brinde. Preparados? Um brinde ao amor… S2