Mala pro #carnaval…

Se você vai pra Muzambinho no carnaval, este post é pra você. Mas se você não vai, #ficadica também!

Seguinte, sexta-feira é dia de carnaval na avenida. A maioria das pessoas vai de bloco ou de fantasia. Use a criatividade e se destaque em meio à multidão. Se não ligar para isso, reserve uma blusinha, um shorts e tênis para esta noite. Vale levar pochete, mesmo que pareça brega, ela é de grande utilidade. Caneca também é bom!

No sábado, a farra começa cedo. Reserve um biquini, uma saída de praia ou as famosas cangas. É dia de buscar o abadá também. Se você não quer usar aquela regata boniiiita, leve alguns apetrechos pra gente costurar lá.

Bom, vamos nos refrescar em nossa mega piscina de 3 mil litros, tomar algumas cervejinhas e hora do banho. Sem demorar. Ok? Somos 45 gatos/gatas em uma casa. Economia é tudo nesta vida. Banho de gato atacar! E sim, se você for lavar o cabelo e tralálá, seja a primeira a se arrumar! A fila será grande!

Para curtir o Bloco Vermes, um shorts para cada dia. O Abadá é sempre o mesmo pra pista, mas o camarote e o coringa, neste ano, têm duas camisetas. Fique atento, nada de colocar o abadá de sábado no domingo, ok? O pessoal que vai de pista, vale dar aquela estendida no sol. Pagar de fedida não rola! Aconselho ir de tênis e levar uns dois para lá, afinal, eles quase não sujam… #ironia

Independente de você estar no Coringa, leve dinheiro. Na hora de ir embora, sempre bate uma fome. E lá tem uma lanchonete meia boca na pista. Mas não demore muito, o pão pode acabar!

Domingo é a mesma ladainha. Segunda e terça. Portanto, entre na rotina e seja feliz.

 

O que levar (resumindo):

 

  • 5 shorts (saia ou calça de ginástica também estão valendo),
  • 2 blusinhas (uma pra sexta e outra para vir embora, na quarta-feira),
  • biquini,
  • protetor solar,
  • toalhas (2, uma pro banho e outra pra piscina),
  • chinelo,
  • chapeú ou boné (proteger a cuca nunca é demais),
  • shampoo e condicionador,
  • sabonete (líquido é melhor),
  • escova de dente e pasta,
  • secador, escova de cabelo e elásticos (para cabelo),
  • remédios (eparema, eno e engov são de grande valia),
  • roupas íntimas e pijama,
  • tops,
  • maquiagem (se achar necessário),
  • LIXA (sua unha pode quebrar a qualquer momento),
  • óculos de sol,
  • creme,
  • pochete,
  • colchão,
  • roupa de cama,
  • travesseiro,
  • saquinhos para a roupa suja,
  • cadeado (nem todos se conhecem)…

 

Se você não pode passar muitas horas sem ingerir algo, aconselho levar uma bolsinha com bolachas, salgadinhos, toddynhos e afins!

Esqueci de alguma coisa? Lógico, coloque na mala EDUCAÇÃO, ESPÍRITO COLETIVO, BOM SENSO E MUITA ALEGRIA!!!

 

Faltam apenas 3 dias, vamos que vamos…

Aftas, nãooo!

Há menos de uma semana do carnaval, recebi uma visita super indesejada. Não, não se trata de algo mensal, da cor da paixão. Aftas, mal amadas, aftas! Como dói. E assim, elas nunca aparecem sozinhas, vem a família inteira. Tenho duas na parte superior da gengiva e duas na parte inferior. OH, shit!

Antes de dormir, quase morro. Bicarbonato de sódio não é vida. Arde, dói, faz a gente babar. Tenso. Mas né, carnaval está aí. Preciso ficar 100% até sexta-feira. Será que eu consigo?

O fato é que ontem me peguei pensando: o que são aftas?! Já li milhões de vezes – elas me amam e sempre aparecem -, mas nunca lembro. Você sabe?

“As aftas, também conhecidas como estomatites aftosas, são lesões dolorosas que ocorrem na mucosa oral e podem atingir língua e garganta. São consideradas lesões “limpas” pois não são causadas por fungos, bacterias ou outros microorganismos. Elas variam de tamanho, podendo ser afta minor ou major.

As causas das aftas não são totalmente conhecidas, mas acredita-se que estejam ligadas ao consumo de alguns alimentos (queijos, amêndoas, frutas secas, alimentos com determinados conservantes, frutas ácidas) e medicamentos (AINEs, ácido benzóico, quimioterápicos), possam ser aftogênicos. Desconfia-se também que a afta seja uma manifestação comum a diversas outras doenças, sobretudo de caráter imunológico, falta de higiene bucal, imunodepressão, estresse, pré-disposição genética, deficiência nutricional, etc. As aftas não possuem caráter infeccioso, portanto, não são transmitidas de uma pessoa a outra. Apresenta incidência de cerca de 20-50% na população mundial e se agravam na fase adulta. A duração das aftas é de cerca de 1 a 2 semanas, sumindo espontaneamente”.

E como tratá-las?

As aftas quase sempre desaparecem depois de 7 a 10 dias. Para um alívio temporário, pode se aplicar pomadas analgésicas. A lavagem com enxagüantes antisépticos pode ajudar a reduzir a irritação. Às vezes, prescreve-se antibióticos para reduzir uma infeção secundária. Eu, uso bicarbonato de sódio. Não sei de onde surgiu essa, mas na minha família é tradição! Melhoras! =)

 

Rapidinhas da #cpbr5

- Eu tô apaixonada pelo Cid, vulgo @naosalvo;

- As pessoas que não gostam de PAGODE, podem pegar um adesivo supimpa da Rock Store na bancada mais divertida da Campus (?);

- As pessoas ficam carentes de madrugada; fiz vários “amigos” no twitter ontem;

- As pessoas vivem correndo aqui e nem sabem o porquê;

- Sabe o Mário? Faltou o armário;

- Ganhei uma bonequinha de pano, “Sack Girl”, do patinho;

- Quase derrubaram meu barraco essa manhã (acordei assustada com “alguém” caindo na minha barraca;

- Eu tô apaixonada pelo Cid, mas trata-se de uma paixão platônica;

- Aqui todo mundo joga UNO;

- Hoje vou sortear abraços;

- De madrugada é muito mais legal;

- Ainda não li a Folha de S. Paulo hoje (?);

- Em 3 dias de evento, só assisti uma palestra;

- Odeio meu netbook;

- Hoje eu prometo não ter vergonha. Vamos tirar fotos?!

Pensa muito essa menina…

Não sei se sou eu a estranha ou se as pessoas não se dão conta do poder de suas palavras e de suas atitudes. Sempre fui muito bobinha, de acreditar em tudo que me falavam. Mas aí, eu acordei e tomei como lema a seguinte afirmação: nunca acredite em comportamento verbal.

Vocês já pararam pra pensar nisso? As pessoas falam, falam, mas suas atitudes são totalmente contraditórias. Eu mesmo já me peguei falando uma coisa e pensando ou fazendo outra. é tudo uma questão de ego, egoísmo e outras derivações da  palavra – preguiça de pensar. Falando em preguiça, muitas vezes perdemos oportunidades por medo ou preguiça de tentar. Está tudo errado!

O fato é que hoje em dia comecei a reparar muito nisso. Sim, eu ando analisando as pessoas. Se antes estava difícil de eu me envolver com alguém, agora então… Alguns hão de pensar: e você lá está em condições de analisar? Escolher? A-HAM! As pessoas têm valores, não é só beleza que conta.

Aliás, existem pessoas que têm o ego tão inflamado que elas acabam se tornando feias!!! E isso é muito recorrente.  Putz, me distrairam e eu perdi o fio da meada. Peraí, vou reler pra ver onde eu estava mesmo…

Minha mente é assim. Viaja, volta, viaja de novo. Bom, queria dizer que o post não é direcionado a uma só pessoa – apesar de fazer sentido -, mas a várias, inclusive eu. Vivo falando “vamos sair sim…” Na hora H, invento milhões de desculpas. Tipo, eu até queria ir, mas bate uma preguiça, um medo de encontros reais… Minhas palavras nem sempre estão alinhadas com minhas atitudes…

Ninguém é perfeito. E eu estou cada vez mais perto do título de “tia”… Ahhhh, ela ficou pra titia!  (risos) Hunf. Cansei de pensar. Só queria registrar minha decepção. Hoje em dia, as pessoas falam demais. Que tal pensar antes de sair  propagando coisas que você não pode ou não quer fazer?! #ficadica

 

Posso tirar uma foto?! #cpbr5

Você nunca sabe o que uma foto pode causar na sua vida. Aqui é assim, cada twitada é um flash. De repente, um cara de camiseta azul me chamou a atenção. “Vivi, quem é esse cara? Ele é famoso, né?” Ex-BBB identificado.  Não quero entrar no mérito de celebridades momentâneas ou afins, eu apenas reconheci aquele rostinho bonito.

“Vamos lá tirar uma foto”. Bom, eu tiro a foto, mas não saio nela. E o pior, já chego perto da pessoa rindo. Uai, pra descontrair o ambiente. Ele vestiu a camiseta da empresa que está representando e sorriu. Oumm, que fofo.

Quando eu me dou por mim, “nossa, nossa”. Um amigo aparece, com a mesma camiseta promocional da Youppie. Se você curte falar com seus amigos via Skype, entra no site, parece ser legalzinho! =) Chega de jabá. O fato é que o amigo do ex-BBB chama atenção.

E tudo que chama atenção, merece um registro. Tirei foto do cara. Quer dizer, de suas costas. Ele não ficava de frente por nada. Mas até aí, TUDO BEM. Ele jamais veria a foto. Aham…

De repente, um comenta, dois comentam… A foto ficou aberta na tela de um amigo e… o cara apareceu. Veio entregar flyer da tal da Youppie. E até lembrou da Vivi: “Voê até tirou foto com o Leo, né? Estamos exatamente aqui na frente de vocês…” Nem vi não! E falando em ver, será que ele viu as próprias costas na tela de um outro homem?

Perdi a respiração, o calor subiu. Engasguei com a água. COMO ASSIM?! Não imaginava que o cara viria na nossa bancada. Ai meu Deus. agora querem pedir o e-mail dele. Não é que o bonitão da balachita foi sentar na bancada de uns amigos?! Vem sentar aqui, seu lindo! Uel, uel uellll!

A primeira noite #cpbr5

A primeira noite a gente nunca esquece. Eram 23h e pouco, que tal um banho?! Bizarro. Esse ano ainda colocaram um suporte pra sabonete, shampoo e afins, mas não ajudou muito… Você tem que jogar sua roupa e a toalha em cima do box. Meu shorts foi parar do outro lado do banheiro; é muita força delicadeza.

Aí, você liga o chuveiro e… a água não esquenta. Portanto, a dica é: vá tomar banho enquanto você estiver com calor! Ah, não tem muita iluminação também; evite banhos “corujão”.

“Lava uma mão, lava a outra…” E aí, dormir? Não, vamos jogar UNO. De repente, uma banda – Megadrive -começa a tocar a música tema do Super Mário. Delírio da galera. Entre uma carta e outra, pessoas correndo “vocês vão ganhar o que?” Eles não sabiam. WTF?! Existem mais “Marias brindes” aqui do que eu imaginava (risos).

As horas passam e o sono domina. Eram 2h da matina. Quando você acha que vai apagar, os vizinhos começam o maior papo. Risadas rolam soltas… Owwwwww orme orme, se eu não durmo, ninguém dorme?!

E não para por aí. Toc toc toc. – Quem bate? É o frio! Pessoal, santa mantinha da Betty Boop hauhaua Se vocês pretendem vir pra cá pra dormir, não esqueçam o edredon. À noite o frio bate forte. Passei frio.

Por enquanto é isso. Logo mais começam as palestras. E aí, marcas podem ser pessoas?! Vou garantir meu lugar no palco de Mídias Sociais, volto já! =*

 

A primeira impressão é a que fica? #cpbr5

Chegar na Campus sempre é uma emoção. E um sacrifício. Pra tudo tem fila! Mas esse ano foi diferente. A decepção começou pelo preço do estacionamento. R$180 pros 6 dias de evento. Oie? Sim, R$30 por dia! Podia rolar um descontinho pros campuseiros, né?

Aí você entra no evento. É preciso cadastrar os notebooks. Toda vez que vai sair do Anhembi, precisa mostrar o equipamento. Cansa!

E a água? O calor é intenso e existem apenas 2 bebedouros pra 7 mil pessoas. A garrafinha de água? R$4! Falando em dinheiro, jantamos no lanches e Cia. Uma delícia a comida, mas né, R$36!!!

Agora, vamos falar das bancadas. Não tem lugar! As pessoas, sem noção, deixam notebooks e pcs nas bancadas e saem. Resumindo, quem quer mexer na web, não encontra cadeira disponível. Tenso!

Então quer dizer que não vale a pena ir pro evento? Ah, vale. A internet tá rodando a 110 mb e tem muito homem gato (mulher também). O lugar é enorme e possui várias opções de restaurantes. Aqui você anda muito. Academia pra quê?! E amanhã começa a enxurrada de brindes. Acompanhem a hashtag #cpbr5. Vai bombar! )

 

 

 

Como não paquerar

Aqui não é a casa do perdão. Deslizou, caiu na rede! E a história de hoje tem um final triste, mas um começo interessante. Ou seja, nem tudo que parece ser bom, continua sendo bom. Não? Chega de viajar na batatinha frita com maionese de alho – hmmmm. Vamos ao que interessa.

Bar lotado. Você e suas amigas perdidas. Pra onde olhar? Nunca vi tanto homem bonito junto. Sério. Qualquer exagero NÃO é exagero! Comenta sobre um, sorri pra outro, tira o anel do dedo: “casa comigo?” As meninas são um sarro. Amei.

Conversa vai, vem, vai de novo e : “Mariane?” Caraca, quem me chama de Mariane? “Você é Andradense, né?” Oi? Câmbio, urgente, a presa foi localizada. “Mariane Costa, né?” Eu sou péssima com nomes, mas fisionomia eu guardo bem. E eu não lembrava dele. Odeio quando isso acontece. “Eu sou de Andradas… amigo de fulano, beltrano…” Hmmmmmm, acho que eu lembrei. Tico e Teco entraram num consenso. Interessante.

De repente, a conversa avançou. “Eu quero te conhecer…” Eu, muito simpática, perguntei o que isso significava pra ele. “Eu te quero”. Oxi, fazia tempo que não escutava algo tão… direto! “Não sou que nem os outros, que chegam falando que você é linda, maravilhosa… eu apenas te quero”. Para o mundo que eu quero descer. Insistiu. “Hoje não, Márcio”. Adoro essa frase. Obrigada Márcio Garcia pelo excelente meme.

“Eu ouvi dizer que você beija mal, mas eu acho que não, quero comprovar…” Meu Deus do céu, quem solta uma dessas? Não existe beijo ruim, existe beijo que não encaixa. E o amigo dele que eu beijei… deixa quieto. Você beijaria mais de uma vez alguém que “beija mal”? Oxi, jamais. A não ser que eu gostasse muito da pessoa e quisesse ‘melhorar’ o beijo com o tempo – já aconteceu. Bom, eu ri muito. Não colou. Se tinha alguma chance, perdeu, playboy.

Mas as pérolas não pararam por aí. “Hoje não? Você acha o que? Que eu vou namorar você?” Homens, por favor, se vocês querem algo com alguma mulher, guardem os defeitos pra depois. “Não sou romântico, não sou bonzinho…” Diante de tantas ‘qualidades’ por que eu deveria, então, dar uma chance pro cara? Foi, assim, memorável! Se esse era o intuito, ele conseguiu!

Ah, tem mais… “Não tenho dinheiro…” Será que ele me acha uma Maria carteira? Seria ele um Lê lê lê, no melhor estilo João Neto e Frederico? Qual é? Desenha, por favor.

Bom, resumindo, logo mais terei uma D.R. com o Sr. Cupido. Pedi atenção especial, mas pra depois do carnaval. Isso não significa que ele pode sair soltando flechas em caras sem noção. Tem que rever isso aê!

Mais uma azeda no mundo

Muitos sabem que eu sou uma pessoa um tanto quanto complicada. Brava, impaciente e extremista (8 ou 80, quase sempre). O problema é que meus defeitos, durante a TPM, ficam ainda mais evidentes. E parece que algumas pessoas não entendem isso.

Se no meu estado normal eu não gosto de ser cobrada, de TPM então… Não me cobre atitudes. Perceba os sinais. Não insista. Isso pode causar um alto teor de irritabilidade na minha pessoa. Ah, e repulsa também.

Se no meu estado normal eu não gosto de ironia, de TPM então… Evite. A não ser que você queira comprar briga. Se esse for seu intuito, abuse da ironia, mas saiba, vai perder uma amiga! Fácil, fácil. Quando eu brigo é pra valer. Eu tento ser uma pessoa melhor, mas tem muito rancor e orgulho aqui ainda.

Se no meu estado normal eu não gosto de grude, de TPM então… Eu AMO minha liberdade. Não é por acaso que passo anos solteira. Óbvio que existem outros fatores, mas um deles tem a ver com liberdade. AMO AMO AMO. Odeio gente grudenta, que pega no meu pé. ODEIO. Isso me faz criar repulsa. E você não quer isso, né?

Se no meu estado normal eu não gosto de ser ignorada, de TPM então… Por isso, se você não quer ser deletado(a) ou esquecido(a), responda minhas mensagens! Odeio ficar no vácuo.

Se no meu estado normal eu não gosto de competições, de TPM então… Se você quer competir atenção comigo, vá em frente. Pode pegar o mundo e fazer com que ele gire apenas em torno de você, não ligo.  Cada um tem sua luz, seu momento e ninguém precisa ficar sabendo. Gente que fica contando vantagem merece meu desprezo. Humildade, sempre!

Se no meu estado normal eu sou sincera, de TPM então…