Adorar, gostar e amar…

Você convive com uma pessoa. Quando estão juntos, parece que o tempo para, qualquer brincadeira boba se torna a coisa mais divertida do mundo, a  conversa flui por horas e mais horas… Você adora, gosta ou ama essa pessoa?

Hoje, conversando com um amigo, brinquei: você gosta de mim? A resposta foi: eu te adoro. Só? Qual a escala de sentimento ideal? Verdadeira? Acho isso bastante subjetivo, mas ao meu ver, a ordem é: adorar, gostar e amar.

Eu adoro a companhia de algumas pessoas. Adoro as conversas, as farras. Quando a pessoa já tem um grau de intimidade comigo, ou seja, é meu amigo há algum tempo, acho que o sentimento passa de “adorar” para ‘gostar’. Tão forte como o “amar’, mas menos íntimo.

Vire e mexe mando votos de parabéns com um “gosto muito de você”. Forte, sentimental, verdadeiro. É algo como eu te adoro muito, te admiro… eu GOSTO de você! Faz sentido?!

Agora o “eu te amo”, está em outro patamar. Expressão batida para muitos, difícil para mim. Tenho certa dificuldade de traduzi-la – a expressão – em fala. Quero, às vezes, falar um “mãe, te amo” do nada. Mas não sai. Eu escrevo com facilidade, mas falar… Digo que amo minha família, meus amigos, o que eu faço. AMO MESMO, mas até aí, beleza… O duro é assumir isso em voz alta.

Então, voltando à primeira pergunta do post, se o “você” fosse eu, diria que… Peraí, preciso de mais informações. Essa pessoa é um amigo? Eu estou ficando com a pessoa? A gente namora? Se for meu amigo, com certeza eu AMO. Se for um ‘lance’, no começo é ADORO, depois de um tempo GOSTO e… quando se torna namoro, não tem jeito, AMO MEEEEESMO!

E você, me adora, me ama ou apenas gosta de mim? Valeeeendo.

5 thoughts on “Adorar, gostar e amar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>