Caraca, moleque, que isso?!

Vocês sabem o que é ser audaz? Os mais simplistas dirão: quem tem audácia. Ok. Não está errado. Mas quero mais detalhes. Vou mudar a pergunta: o que é audácia?!

Segundo o dicionário online “Priberam”, audácia é o mesmo que:

1. Impulso que leva a realizar .atos difíceis ou perigosos.
2. Insolência, ousadia, atrevimento.

Interessante, né? A cara dele. Calma, não é o mesmo em que cito nos demais textos. Outro. Porque a fila não anda, ela corre.

Sou uma Tinder Girl assumida. Sem vergonha, sem preconceito, sem sorte! Uai, verdade. É cada um que encontro lá… meu pai do céu.

Era fim de ano. Estava no momento ócio e resolvi entrar no aplicativo. Dei alguns likes e os “matchs” foram aparecendo. De repente, um carinha puxou assunto. “Temos algo em comum, somos nerds”.

Começou chamando minha atenção. Quer dizer que o belezinha leu minha BIO. Ponto pra ele. (Vai somando que logo ele vai perder todos, de uma vez)

Trocamos algumas mensagens e cada um foi pra um canto, passar a bendita virada de ano. Voltei e logo o moçoilo me chamou no Facebook. Achei que poderia ser ele, o cara. Ó coitado.

Bom de papo, mas prepotente. E não digo em relação a pegar mulheres, ter dinheiro… em ser o mais inteligente de todos! Daquele tipo que você joga no Google “o cara mais inteligente do mundo” e o primeiro resultado é o perfil dele. Sei. Conta mais.

Falou, falou, tentou impressionar com a nerdice. Conseguiu? Conseguiu ser chato pra caralho. Sério. A linha entre a genialidade e chatice é tênue. Muito tênue. Ele ultrapassou.

Mas ok, deixa ele. Quem sabe? Nada de saber. Era uma tarde qualquer de trabalho quando a janelinha subiu. Adivinha? Uma piadinha com rock. Sertaneja que sou, óbvio que eu não entendi. E assumi minha ignorância musical numa boa.

Ele poderia ter deixado o meu “essa não é minha praia” de lado, mas ele resolveu cutucar a onça sem vara. Nem a curta ele usou. Audaz esse rapaz!

“Eu sei. Você é do sertanejo. Na minha concepção, quem gosta deste tipo de música é tudo acéfalo”. MEU SANTO ANTONIO, que pegadinha foi essa?! O cara fica que nem sarna atrás de mim, sabe que eu não curto o mesmo gênero musical que ele, mas continua me cercando, pra do nada me chamar de “acerebrada”? hahahaha Neologismo porco pra designar aquele que não tem cérebro – porque “acéfalo” é muito mainstream!

Eu não fiquei brava. Eu fiquei extremamente brava. Era assim que ele pretendia sair comigo, me chamando de burra? Sem cérebro? Inteligente é ele… sei. Por isso que está sozinho. Chato, inconveniente e nada flexível. Observação: eu espero não estar sozinha pelas mesmas “qualidades”. Julgo serem as minhas tags: exigente, insegura e louca. Tá.

“Essas músicas não são da minha geração…” Sério, tudo isso não tinha a ver com geração, mas educação e respeito. Imagina se todo mundo gostasse do azul? F#da a vida. Respeito é bom e todo mundo gosta. E eu frequento lugares que tocam rock. Só não escuto esse tipo de música no meu dia a dia. Simples assim.

Bom, se não bastasse o discurso barato, que óbvio, respondi à altura, ainda continuou “é tipo pessoa que assiste novela”. Aí eu não aguentei (hauhauahuaa): “Desculpa não te dar atenção, é que eu estou assistindo à novela!” (Confesso que não sei se respondi pra ele ou só em pensamento. E eu me recuso a olhar os arquivos. Acéfala que sou, posso reviver uma briga desnecessária)

Ah, vá! Rapaz, tome tento.  Eu estava quieta na minha. O senhor, se achando a figurinha premiada da Copa de 70, veio tirar meu sossego pra quê? Hein? Hobby? Meta? Desafio? “Hoje vou zuar aquela menina do Tinder”. Não, melhor não.

Assim foi. Deletei o cara. Óbvio, ele não ousou me procurar mais. Ele não era tão audaz assim. Típico campineiro. Típico babaca. Meu filho, 7 anos de azar pra você é pouco, mas eu te desejo muito amor. Assim, um amor verdadeiro, que goste de funk, ame novela e Big Brother Brasil. Quando encontrá-la, você vai se lembrar de mim. Beijinho no ombro, pra ignorância passar longe.

Leia este post ao som de: Telefone Mudo – na versão do Trio Parada Dura! =p

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>