Já ouviu falar do Tinder?

Estava eu lendo a Revista Nova do mês quando me deparo com uma matéria sobre comportamento/relacionamento. Quase não gosto. Devorei as letrinhas. Achei divertido demais e queria estar no lugar da personagem. Quem sabe?

O fato é que, na matéria, a fulaninha citava um aplicativo de encontros. Oi? Que será que é isso? Tinder, se chamava. Pouco curiosa, baixei o aplicativo na hora. Nunca ri tanto na minha vida! Acordei no outro dia com um “Parabéns, você tem um encontro”. Mas vamos por partes…

Você se cadastra e o aplicativo procura homens solteiros na redondeza (meninos, procura mulheres também. Wreal). Sim, ele procura, em um raio ‘x’, os solteirões que podem se tornam o seu próximo grande amor.

Assustei. Achei que só ia dar gente “zuada”. Nãoooooooo. Meninas do céu, baixem o aplicativo AGORA. Tem muito GATO por lá. Óbvio, existem aqueles que colocam fotos sem camisa pra mostrar o quanto suam na academia, os que colocam fotos de viagens, pra pagarem de riquinhos, os que usam só fotos de óculos – que sol, né? Maaaaas existem muitos outros interessantes!

Você tem 3 opções: mandar um X (não combina comigo, por favor não apareça por aqui mais), passar para o próximo (quem sabe amanhã você está com um humor diferente e gosta daquele solteirão que não te agradou no dia anterior?!) ou mandar um lindo <3, se o cara tiver tudo a ver com você! Aí, é só esperar ele ver sua foto e mandar o <3 também! Quando isso acontece, o programa abre uma tela linda, que me fez rir horrores, diga-se de passagem: Vocês combinam, que tal conversar? Aí, já era. Abre o chat, vocês conversam e… só Deus sabe o resto. Manda ver!

O ponto negativo do Tinder: encontrar conhecidos, primos e carinhas  com quem já  trocou algumas bactérias e não poder zuá-los (afinal, você também está ali, HELLO).

O mais legal do programa: Conhecer gente nova, que está tão pertinho de você – muitas vezes no círculo de amigos de alguém muito próximo –  e encontrar antigos affairs. Se o coraçãozinho combinar, já era. REMEMBER IT!

Bom, eu abri vários chats, mas continuo conversando com um ou outro. Poucos são, de fato, interessantes. Em outras palavras, bonitos, legais e inteligentes. Quem sabe?

Só um alerta. Muito cuidado, esse treco vicia!

Ah, aproveito e mando um beijo pro Ivan. Aquele do Tinder, que foi pro Whatsapp. Que não tem juízo, que não resiste ao encanto da ex, que é fanfarrão, sem juízo, de novo, e me faz rir um bocado todos os dias. Ganhei um amigo. Valeu, Tinder! =p

Sonhar Acordado

O que você quer ganhar no Natal? Cerca de mil crianças querem carinho, atenção e um presente simbólico. Quer dizer, simbólico pra gente, mas de extrema importância pra eles. Que tal economizar no presente dos pais, do irmão, do namorado(a) e arrancar o sorriso de uma criança? Tire a mão do bolso, é por uma boa causa! =)

Clique na imagem para ajudar!