Esse tal de Facebook

Sabe qual é a frase que eu mais escuto aqui em casa? Enganou-se quem pensou: como você é linda, filha; como você é inteligente, filha; você é f#da; me dá um abraço? A frase mais ouvida é: tudo ela põe na internet. Hummm conta mais.

Eu tiro qualquer foto aqui em casa e ouço o comentário, na hora: Ah lá…já vai por na internet! Opa. Posso dividir com meus coleguinhas virtuais minhas alegrias, diversões e conquistas? Segundo minha mãe, não!

“Eu vejo foto de vocês lá no Facebook. Não sei de quem ela é filha, não consegui identificar…” Adivinha? No supermercado, em Andradas, uma estranha falando de mim. Sim, sou eu quem publico fotos. Minha mãe não ficou brava. Eu me adiantei: ela falou mal de mim? Também… se falasse, não ia mudar minha vida, não conheço mesmo!

Eu coloco sim, muita coisa na internet. Bebo e faço enquetes, coloco meus looks, tiro foto no espelho, coloco fotos da infância, filosofias de bar, boteco e afins, defendo causas, peço ajuda. EU AMO A INTERNET e todas as suas façanhas.

Já pensei em deletar meu Facebook várias vezes, mas não consigo. Com quem vou dividir minhas coisas/pensamentos? Onde vou desabafar? E o pior, eu trabalho com isso!

Publicar uma foto é algo como “olha como eu estou feliz”. Ou, pros inimigos “chora, bem, olha como eu tô linda de doer”. Nunca uso esse argumento, seria uma falsidade só. Aqui em casa tem espelho. Aliás, um bem grande agora.

Eu gosto. Me faz mal, às vezes, mas também faz bem. E eu prefiro ser otimista. Esse ano promete.

E eu cansei de escrever. Não sei mais o que falar. Não posso contar nada mesmo. Só os dias… pro carnaval. 5. Que venha Muzambinho. Aí, falei. =(

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>