Eu almocei alteres e abdominais

Deu 12h, saí correndo. Tinha tudo calculado em minha mente. Deveria estar na academia às 12h20. 5 minutos pra trocar de roupa. 5 minutos de esteira, pra pegar o ritmo. E treino circuito. “Vou fazer tudo bem rapidinho”, falei para o professor novo. Ou seria eu a nova da história? 1 mês já, poxa vida, hein uow.

Nunca fui exemplo fitness. Aliás, nunca imaginei ser. E não sou mesmo. Na escola, só queria jogar futebol. E ninguém queria. Jogava com os meninos … Entrei na faculdade. Adivinha? Jogos entre os cursos. Que esporte tinha? Futebol. Corri igual louca e marquei o único gol do time, na cagada. Lembro até hoje, me joguei, biquei e foi gol. Levantei correndo pro jogo não parar e nem me toquei da minha proeza. Lindo de doer.

Saí da faculdade e cri cri cri. Musculação? Ah, tá! Preferia ficar em casa lendo algum livro, comendo, mexendo no celular. Ok, em outros dias, preferia ir pra um bar, ir ao centro rezar, ir pra qualquer lugar, menos pra academia.

Acontece que desde que saí da faculdade, engordei uns 10 kg. Talvez uns 8kg, mas eu gosto de aumentar. Engordei, emagreci, mas nunca voltei ao meu corpitcho jovem – de bandeira do Brasil (foto clássica dos meus 15 anos). Me acomodei, muitas vezes, e em outra,s até tentei correr atrás do prejuízo, em vão. Fazer o quê?

Ano passado, me matriculei em uma academia. Paguei 1 ano, não fui nem um mês. Certinho! Mas chega uma hora que você se olha no espelho e não fica feliz. Você veste o guarda-roupa inteiro e nada fica bom. É nessa hora que você pensa: eu preciso fazer alguma coisa, por mim! Ninguém merece ficar em casa todos os finais de semana!!!

Então, depois de tanto hesitar, fui até a academia e me matriculei. Fui 2 dias na primeira semana. Na 2ª, queria ir a semana toda, mas sedentário não entende que as coisas são devagar. Doía tudo. Não podia nem pegar a bolsa, que havia caído no chão. Parecia uma idosa. Confesso, fiquei uns dias sem ir, pra ver se a dor passava. E passou. Que incrível!

Mas os obstáculos não sumiram. Na outra academia, o problema era o estacionamento. Era muito lotado, tinha que ficar em fila… desistia. E nessa? Bom, eu peguei gripe, fiquei naqueles dias obscuros femininos, senti dor muscular… Mas não desisti. Porque quando você vai pra academia, controla a alimentação. Quer ver resultados… Quando você fica alguns dias ausente, dá vontade de comer tudo de mais gordo do mundo, com muito refri, cerveja… Não podeee!

Não quero virar neurótica, que fique registrado. Mas quero viver melhor. Comer melhor. Me amar. Sim, esse papo piegas faz sentido. Quero sair e me sentir bem, admirada, paquerada. Quero ver que todo o meu suor deu resultado!

Posso falar? Hoje eu almocei alteres e abdominais, pensa na evolução. Muito orgulho de mim mesma. Que sirva de inspiração! =*

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>