Eu não quero ser entendida

Eles chegaram, ficaram um tempo e passaram. Quase todos soltaram a mesma frase: eu não te entendo.

Vem cá, será que esses caras não sabem que mulher não nasceu pra ser compreendida?!

Será que esses caras não percebem que no auge da confusão, da indecisão, a mulher está, na verdade, a fim deles?! Esperando uma surpresa, uma atitude digna de quem tem colhões?! HEIN? HEIN?

Tá. Existem livros, filmes e músicas que a gente só precisa ler, ver e ouvir. Nada mais. APRECIAR. Mulheres também. Existem algumas que só precisam que você as dê atenção, carinho e um abraço bem forte. Só isso. É pedir muito?!

Eu sei que na sua cabeça eu sou louca e não sei o que eu quero da vida. Eu sei que na sua cabeça eu termino coisas que nem começaram. Eu sei que na sua cabeça eu sou incompreensível. Por que ela some e aparece como se nada tivesse acontecido? Que louca! “Não te entendo”.

Eu sei de tanta coisa e você não sabe de nada. Eu estava na tua. Só na tua. Não me interessava os elogios dos outros e seus convites pretensiosos. Não me interessava os novos “matchs” do Tinder. Era você que eu queria. Eram suas mensagens, seus elogios, seus convites.

Nada. Loucura. Indignação. Constatação. Você não me entende. Você não me entendeu. Que pena. Se você tivesse compreendido todos os sinais, talvez tivesse do seu lado uma companheira, uma amiga, uma amante; uma pessoa diferente, pra te fazer ver o mundo com outros olhos. Mas não… a Lua me traiu. Joelma, sua doida, podemos dar as mãos e sair cantarolando!

É… tudo podia ser muito diferente, se não tivesse a outra, se não tivessem as confissões, se eu não fosse eu, se eu não quisesse segurança, confiança e amor. Só isso.

Se eu não fosse eu, será que você entenderia? Também, não importa. Esse foi meu segundo término de algo que nunca existiu.

Eu tentei. De todas as formas. Eu falei de você para todo mundo, com os olhos brilhando. Eu fiz planos. Eu sonhei com dias felizes. Eu… gastei muitos minutos pensando em você, tentando levar meu pensamento até ti! Eu quis, mas não foi suficiente.

Desculpa por não ser óbvia. Você não vai mais ouvir falar sobre mim. Mas um dia vai sentir saudades daquela louca que apareceu na sua vida arrancando seus sorrisos, te levando para lugares que você jamais pensaria em ir e te deixando confuso. Espero ter te marcado como você me marcou.

Ah, se ainda estiver lendo minha confissão, não se esqueça deste singelo conselho: jamais tente entender uma mulher. Tente surpreendê-la. Você se sairá melhor. Fique bem, meu amor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>