Macaca Velha

Fazia muito tempo que eu não escutava esta expressão. Quem ainda a usa? Não sei, quer dizer, sei sim, e o pior, usa se referindo a mim. Que beleza!

“É a primeira vez que você vem aqui?”, perguntou o cambono*.  ”Não, faz uns 7 anos já que eu frequento o centro”, respondi. Ele não hesitou: “ah, é macaca velha então…”

MAOEEEE. Macaca ok, agora velha? Chorei. E a Tia Maria começou a rir. “Macaca o quê?” Ele repetiu a expressão. Ela não se aguentou: “essa eu não sabia; vou usar sempre agora. Ela é Macaca velha”. Muitos “rs rs rs rs rs rs”, dela!

O cambono ficou desconsertado, achando que eu tinha achado ruim. Imagina… “Olha”, disse ele, “se preocupe se não te chamarem assim. Só falei que você era porque é novinha, se fosse mais velha, jamais falaria…”

Tentou consertar. Não sei se eu acreditei, mas confesso que tomei o passe mais divertido da noite. Ri super. E fui chamada 70 x 7 vezes de macaca velha. Como pode? Panela velha é que faz comida boa. E macaca velha? Cri cri cri.

* Bras. Rel. Auxiliar do pai ou da mãe de santo ou de pessoas mediúnicas em transe nos rituais de umbanda ou de outros cultos de origem africana [Masc.: cambono]

macaca velha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>