Um misto de mim

Eu quero escrever, mas não tenho sobre o que falar. Na minha cabeça, o carnaval está pegando fogo. Diversos assuntos estão mostrando samba no pé com suas diferentes fantasias. Quero escrever, mas sobre o que?

Citybanda e o mocinho que queria experimentar o docinho que estava na minha boca (vulgo pirulito de coração, antes que pensem asneiras)? Acho que não. Sobre a mensagem idiota que aquele rapaz do passado me mandou? Li e não respondi. Está quase perdendo totalmente a graça. Não. Pula. Pode vir a próxima globeleza. Falar sobre raiva, insegurança e agressividade? Não, essas piriguetes não merecem atenção…

Tá. Vamos falar então sobre trabalho? Nãoooooooooooooooooooo. Ihhh fora. Ihhhh fora. Pode sair da pixxxxxta, amor. A-M-O-R. Acho que também não. Nem paqueras, nem affairs, nem desejos de consumo, nem encontros fracassados. Muito menos sobre Tinder e Kickoff.

Família, dinheiro e velhice? Não. Sorvete da Sergel, bolo de cenoura e brigadeiro? Neste caso, a gente podia degustar e não falar. Não? Tá. Amizade, falsidade e decepção? Ah, não. Deixa pra lá…

Vamos falar em quarta, quinta e sexta-feira? Também não. Sabe qual a real? Eu ando pensando demais e falando “de menos”. Se as pessoas pudessem ler meus pensamentos, ficariam horrorizadas. Enquanto penso palavrões, difamações, rezo e peço luz. Enquanto penso em jogar tudo pro alto, dou risada com algum comentário no celular. Enquanto leio um texto, paro e imagino uma cena do futuro.

Na minha cabeça, é tudo 10. Comissão do passado, 10. Comissão da ilusão, 10. Comissão do futuro, 10. Comissão do troco, 10. Comissão do “espero que sua máscara caia logo”, millllll. Mais de milllllll. Tá. Não queria falar nada, mas aqui se faz, aqui se paga. A gente colhe o que planta. E a sua insegurança só me fortalece. É isso. beijos sua linda!

Encontrei Jesus

O nome do post é sugestivo, mas confesso que o conteúdo não diz respeito à religião. Aliás, se assim fosse, seria um verdadeiro pecado. Cadê a listinha dos 7 pecados capitais? Vamos ter que colocar mais um. Anota…

Era carnaval, em Muzambinho (ô cidade boa). Não sei o dia da semana, a hora, nem a cor do abadá do dia. O show então… Só me lembro vagamente das pessoas que me acompanhavam. Pensando bem, devia ser 2011.

No meio da multidão, entre um gole e outro, um picolé que deixa a língua azul e salgadinhos deliciosos, encontrei Jesus (se ele ler este texto vai pensar: por que cargas d’água essa menina está me ressuscitando?!).

Jesus era um cara alto, mais alto que eu, vai – eu acho. Cabelo liso e um pouco comprido – por isso o apelido. Ele usava óculos. E não sei como apareceu na minha frente, na minha roda, na minha vida. Será que ele se lembra?! Eu tenho um sério problema de memória.

Sem muito rodeio. Jesus entrou pra minha listinha de carnaval. Será que nesta época eu tinha levado as pulseirinhas rosas? (divagando)

O fato é que Jesus tinha um irmão gêmeo. SIMMMM. Olha que situação. E eu estava no carnaval, sob o efeito do álcool. E Jesus tinha vários amigos Judas. E um deles veio pra cima de mim. O que eu fiz? Agarrei o cara que estava do meu lado e dei um beijo nele: “estou com ele!”

Adivinha? Sim, não era Jesus. Era o irmão gêmeo de Jesus. Que fora, que gafe, que… pecado, meu deus! Acho que meu nome devia ser Mariane Madalena. Que vergonha!

Sério. Vamos combinar, carnaval é festa, é beijo na boca, é oba-oba, mas há limites.  Me senti a pior pessoa do mundo quando olhei pra frente e vi aqueles óculos me observando de longe. Jesus usava óculos, o irmão não. A minha cara de “caraca, moleque, que dia, que isso” deve ter sido hilária. Que dó da formiguinha.

Agora, vamos combinar. Esses Judas já deviam ter aprontado com outras. Esses Judas foram muito Judas. E eu fui eu, inocente, sem memória e zuada. Como pode?

Eu me lembro da cena e tenho vontade de abrir um buraco e entrar dentro. Ai o carnaval… cada história!

Resumindo: Jesus não ficou bravo; ele me perdoou. E até veio me visitar em Campinas – Jesus é de São Paulo. Hoje, ele namora, pelo menos eu acho. Depois que eu voltei de Jerusalém, ops, Muzambinho, nunca mais nos vimos. Ele deve estar sentado à direita da sua bela namorada loira e blá blá blá.

Obs: Rezei 3 Ave-Maria e 2 Pai Nosso antes de escrever este post. Vai que… Era só apelido, gente. Era carnaval. Foi um erro. Eu não estou difamando a religião. É brincadeira, mas foi verdade. Ai, senhor.

Mala pro carnaval #atualizado

Todo ano os mais esquecidos, ou desorganizados, como quiser, vão em busca de uma listinha salva-vidas. O que levar para o carnaval? Além dos clichês, alegria, respeito, limite, juízo e blá blá blá, precisamos levar alguns acessórios e objetos de grande valia.

Mala a postos? Vamos lá.

- roupas íntimas – usar a mesma todo dia não dá! Meninas, incluir tops na lista. Abadá se usa com top. Mas quem usa o abadá? Tá.

- pijama, decente!!!!

- fantasias. Pelo menos na Mansão Folia um dia é sagrado. Acessórios também são bem-vindos;

- shorts – um pra cada dia. Pode ser legging, bermudas, saias ou vestidos (para de tarde);

- blusinhas pra usar de dia. E uma malha, a gente nunca sabe quando o tempo vai mudar;

-É sempre bom tomar chuva. Pra quem não curte, guarda-chuva na mala;

- chinelo (para ficar de dia e tomar banho) e sapatos confortáveis. Obs.: Pular carnaval de salto não rola. Eu, geralmente, levo bota e tênis (leve mais de 1, porque suja muito e se você for lavar, pode não secar). Bota para as fantasias, adianto;

- roupa de cama e toalhas (2. uma pode não secar e aí você tem a reserva);

- comidinhas. Bateu aquela fome e está com preguiça de sair da casa ou o almoço vai demorar? Já era. Só pegar a sacolinha cheia de besteiras e enganar a fome;

- remédios. Se você toma remédios regularmente, nada de esquecê-lo. Vale, ainda, levar engov, neosaldina, eno, eparema… Ah, os mais precavidos podem levar band-aids, gases etc.

- colchão e bomba de ar. essenciais. Travesseiros pra quem curte também;

- chicletes. Ninguém curte bafo!

- pasta de dente, escova, sabonete (líquido é melhor), shampoo, condicionador, cremes…

- maquiagem;

-gel, pra quem usa;

-cadeados, ninguém se conhece!

-bonés e chapéus para proteger a cuca e fazer um estilo. Protetor solar é bom também;

- biquini/sunga, se na sua casa tiver piscina;

- óculos de sol (estilo e proteção);

-dinheiro e cartões – para comidas e demais despesas (táxi…);

-secador, chapinhas e afins;

- lixa, esmalte, acetona e afins;

- pinça;

-sacolas para roupa suja.

 

Pode ser? Se lembrar de algo, comenta aqui! o/

 

 

Mala pro #carnaval…

Se você vai pra Muzambinho no carnaval, este post é pra você. Mas se você não vai, #ficadica também!

Seguinte, sexta-feira é dia de carnaval na avenida. A maioria das pessoas vai de bloco ou de fantasia. Use a criatividade e se destaque em meio à multidão. Se não ligar para isso, reserve uma blusinha, um shorts e tênis para esta noite. Vale levar pochete, mesmo que pareça brega, ela é de grande utilidade. Caneca também é bom!

No sábado, a farra começa cedo. Reserve um biquini, uma saída de praia ou as famosas cangas. É dia de buscar o abadá também. Se você não quer usar aquela regata boniiiita, leve alguns apetrechos pra gente costurar lá.

Bom, vamos nos refrescar em nossa mega piscina de 3 mil litros, tomar algumas cervejinhas e hora do banho. Sem demorar. Ok? Somos 45 gatos/gatas em uma casa. Economia é tudo nesta vida. Banho de gato atacar! E sim, se você for lavar o cabelo e tralálá, seja a primeira a se arrumar! A fila será grande!

Para curtir o Bloco Vermes, um shorts para cada dia. O Abadá é sempre o mesmo pra pista, mas o camarote e o coringa, neste ano, têm duas camisetas. Fique atento, nada de colocar o abadá de sábado no domingo, ok? O pessoal que vai de pista, vale dar aquela estendida no sol. Pagar de fedida não rola! Aconselho ir de tênis e levar uns dois para lá, afinal, eles quase não sujam… #ironia

Independente de você estar no Coringa, leve dinheiro. Na hora de ir embora, sempre bate uma fome. E lá tem uma lanchonete meia boca na pista. Mas não demore muito, o pão pode acabar!

Domingo é a mesma ladainha. Segunda e terça. Portanto, entre na rotina e seja feliz.

 

O que levar (resumindo):

 

  • 5 shorts (saia ou calça de ginástica também estão valendo),
  • 2 blusinhas (uma pra sexta e outra para vir embora, na quarta-feira),
  • biquini,
  • protetor solar,
  • toalhas (2, uma pro banho e outra pra piscina),
  • chinelo,
  • chapeú ou boné (proteger a cuca nunca é demais),
  • shampoo e condicionador,
  • sabonete (líquido é melhor),
  • escova de dente e pasta,
  • secador, escova de cabelo e elásticos (para cabelo),
  • remédios (eparema, eno e engov são de grande valia),
  • roupas íntimas e pijama,
  • tops,
  • maquiagem (se achar necessário),
  • LIXA (sua unha pode quebrar a qualquer momento),
  • óculos de sol,
  • creme,
  • pochete,
  • colchão,
  • roupa de cama,
  • travesseiro,
  • saquinhos para a roupa suja,
  • cadeado (nem todos se conhecem)…

 

Se você não pode passar muitas horas sem ingerir algo, aconselho levar uma bolsinha com bolachas, salgadinhos, toddynhos e afins!

Esqueci de alguma coisa? Lógico, coloque na mala EDUCAÇÃO, ESPÍRITO COLETIVO, BOM SENSO E MUITA ALEGRIA!!!

 

Faltam apenas 3 dias, vamos que vamos…