Você prefere ser Havaianas?

Estava pensando cá com meus botões. Falar sobre traição perdeu o sentido. Os modernos inventaram o relacionamento aberto. As pessoas ficam com certa frequência, mas podem sair com outras pessoas. Jamais admitiria isso. Enfim, acabo de constatar que eu estou longe de ser liberal. Virou discussão de bar.

Ser solteiro é uma coisa. Você sai com quem quiser e não deve satisfações a ninguém. Ser um comprometido aberto é tenso. Mas vem cá, será que ser solteiro é sinônimo de não dar satisfação a ninguém? E por que as pessoas julgam, então, solteiros que saem com pessoas comprometidas? Hein?

Vamos chegar no ponto que eu queria. Ano passado estava numa fase tensa. Todo cara com quem saía, tinha namorada. E eu, só descobria depois. É ou não motivo pra ficar ‘p’ da vida? É! Enfim, fui numa festa de fim de ano, da empresa do meu irmão, e conheci um cara. A primeira pergunta: você namora? Eu estava cansada de ser a outra e só saber depois. Ele prometeu que era solteiríssimo. MENTIRA. Uma vez saímos e a namorada ligou. Ele pediu que eu ficasse em silêncio. Desceu do carro. ACHEI O FIM DA PICADA. Eu não merecia aquilo. Eu não precisava daquilo. Mas né? Senti pena… dela! De mim não, eu sabia que daquela nuvem não cairia chuva (?).

Uma amiga diria: a gente se sujeita. Oie? Será mesmo que a gente se sujeita? E você deve estar pensando: o que as Havaianas têm a ver com isso tudo mesmo? Pois bem, pensei e pensei e percebi que hoje em dia não vale muito a pena você ser Havaianas, a legítima! A legítima é enganada, chifrada, esquecida. Ela é, em muitos casos, apenas um elo de muitos anos, que escuta o “eu te amo” mais falso do universo.  Se ele te amasse, não te trairia, não pensaria em outra, não… Concorda? A legítima é uma certeza da qual muitos não têm coragem de se desfazer. Por que, hein?

Eu não sei até que ponto quero ser Havaianas. Odeio mentiras, não suporto ser enganada e não perdoaria uma traição. A não ser que fosse muito bem argumentada. Mas adianto, é difícil me dobrar. Uma só pessoa conseguiu isso com maestria, e eu ainda não a conheci hahaha Se bem que enganar alguém pela internet é justo. Como eu fui bobinha. Ai meu Deus.

O fato é que em mundo de comprometidos, ser solteiro é lucro. Você conhece uma pessoa por suas atitudes. Quem garante que ele não fará o mesmo com você? Pensando bem, meu dedo podre não começou ano passado. Quando conheci meu ex-namorado, ele namorava. E ele teve coragem de quebrar o elo e tentar algo novo. E eu não fui traída, assim acredito. Não deu tempo (como eu adoro me auto zuar). Chega de falar de mim. O meu mundo por: como eu queria que fosse diferente. =)

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>